Você está aqui: Home / Imprensa / Notícias / A Ciência e os mitos urbanos

Jornalista comenta confissão de ambientalista sobre OGM em Oxford.

Talvez nada seja mais revelador sobre o intelecto e caráter de uma pessoa do que alterar as ideias. Afinal, mudar sua ideias e convicções sobre algo sugere que você deu a ele tempo e que talvez, apenas talvez, seus primeiros pensamentos estavam incorretos. Costumo dizer que não tenho vergonha de mudar de ideia, porque penso.

Mark Lynas pensou muito sobre OGMs, de milho especialmente. E ele mudou sua cabeça.

Lynas, autor de três livros, incluindo “Seis graus: nosso futuro num planeta mais quente” é geralmente reconhecido como um dos fundadores do movimento anti-OGM em meados da década de 1990 e uma voz crítica da tecnologia OGM. Ele agora declara que estava errado.

Na semana passada, na Conferência de Agricultura de Oxford, no Reino Unido, Lynas fez observações que começaram com um pedido de desculpas surpreendente. “Para o registro, aqui e antecipadamente, peço desculpas por ter passado vários anos criticando os transgênicos. Lamento também que iniciei o movimento anti-OGM em meados de 1990, e que dessa forma ajudei a demonizar uma opção tecnológica importante, que pode ser usada para beneficiar o meio ambiente,” disse Lynas.

“Como um ambientalista e alguém que acredita que todos neste mundo têm o direito a uma dieta saudável e nutritiva de sua livre escolha, eu não poderia ter escolhido um caminho mais contraproducente. Agora lamento completamente.”

“Então, eu acho que você vai estar se perguntando – o que aconteceu entre 1995 e agora e que me fez não só mudar minha cabeça, mas vir aqui e admitir isso? Bem, a resposta é bastante simples: descobri a ciência, e neste processo eu espero que tenha me tornado um ambientalista melhor.”

Foi uma admissão surpreendente de quem é pelo menos parcialmente responsável por muitos países proibirem ou retardarem a pesquisa e a produção de OGMs, como aconteceu no Brasil. Evidentemente que a reação contra Lynas tem sido previsível. Seu site pessoal caiu em audiência com as críticas de todos os ativistas, na maior parte ambientalistas.

Certamente ninguém com as credenciais de Lynas, com o comprometimento com uma causa tão importante como o ativismo ambiental, faria tal inversão na própria ideologia sem uma avaliação cuidadosa. Na verdade, diz Lynas, “mudei ao estudar os fatos sobre OGMs e aceitar a ciência”.

Ele enfatizou: “Então fiz algumas leituras, e descobri que uma de minhas crenças sobre OGMs acabou por ser pouco mais do que um verde mito urbano”.

Em alguns sites Lynas declarou que é mais provável que alguém venha a morrer por ter sido atingido por um asteroide, do que ao consumir um alimento transgênico.

Sobre esse tema dos OGMs, mais a polêmica rejeição de alguns puristas contra os agroquímicos, já escrevi diversos artigos, publicados na Agro DBO e na imprensa de uma forma geral, e aqui mesmo no blog. Destaco, entre eles, o “Agricultura é poluição” (DEZ/2007), que pode ser lido neste link: http://richardjakubaszko.blogspot.com.br/2007/12/agricultura-poluio.html

Ou, ainda, o “Tudo o que você precisa saber sobre os agrotóxicos” (NOV/2011), que pode ser lido em: http://richardjakubaszko.blogspot.com.br/2011/11/tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre.html

Este blogueiro entende que muitos outros preconceitos deverão cair, ou serão levados ao esquecimento, com o passar do tempo, entre eles os mitos do aquecimento e das mudanças climáticas. As críticas ao uso dos agrotóxicos é outro mito que deve desaparecer, pois a expectativa média de vida das pessoas aumenta cada vez mais.

Fonte: Blog do Richard Jakubaszko

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.