Você está aqui: Home / Imprensa / Notícias / Ameaças fitossanitárias no Brasil

Andef participa de debates sobre novas pragas agrícolas

&quote;

Desde a última segunda-feira, dia 26 de março, está sendo realizado o workshop ‘Ameaças Fitossanitárias para o Brasil’. O evento, que vai até o dia 30, é uma realização do Projeto de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária (InovaDefesa) em conjunto com a Universidade Federal de Viçosa e a Embrapa, em Brasília (DF), na sede da Embrapa Estudos e Capacitação.

Pelo menos 80 espécies regulamentadas como quarentenárias, ausentes do território brasileiro, estão presentes em países da América do Sul, ou Trindade e Tobago, e tem alto potencial de impacto sobre a agricultura brasileira. O ingresso destas novas pragas pode resultar em perdas expressivas para a produtividade da agropecuária brasileira, com reflexos na necessidade de desenvolvimento de novas tecnologias de controle, bem como, no esforço de controlar a introdução de um novo organismo no País e a perda de mercados externos. É necessário ressaltar que boa parte dessas pragas é regulamentada por países para os quais o Brasil exporta produtos de origem vegetal in natura e a entrada de alguma dessas espécies traria, consequentemente, a perda de mercados externos.

Segundo o coordenador do projeto, Evaldo Vilela, o principal objetivo do workshop é identificar as pragas com maior probabilidade de ingresso no Brasil a partir dos países da América do Sul e seu potencial de dano econômico. Em foco, a fragilidade do sistema de vigilância de fronteiras internacionais, principalmente na região Norte do Brasil. Por isso, o trânsito de mercadorias ilegais em virtude do maior fluxo de pessoas nas fronteiras torna-se uma questão estratégica.

Para o pesquisador Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Marcelo Lopes, a oportunidade que está sendo criada pelo InovaDefesa revigora a questão da sanidade vegetal e coloca em destaque um assunto que, por diversas vezes, não parece relevante à parte da nação que é urbana. Este distanciamento, segundo ele, do Brasil urbano com os problemas do campo leva a situações de pouco interesse da mídia sobre os reais problemas.

Indústria de defensivos agrícolas
A Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef) participa dos debates desta quarta-feira, dia 28, com o Gerente de Regulamentação Estadual, Luis Carlos Ribeiro, coordenando a primeira mesa de palestras do dia. O tema será ‘Entender o passado para prever o futuro: pragas emergentes e suas possíveis rotas de ingresso no Brasil’, com exposição da bióloga Regina Sugayama (Agropec).

O evento está sendo transmitido, ao vivo, pela internet. Clique aqui para mais informações e para ver a programação completa.

Fonte: Comunicação Andef, com informações do RIT DA

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.