Você está aqui: Home / Imprensa / Notícias / ANDEF e entidades do agro fazem manifesto em favor da sustentabilidade da soja

Em reunião com o Ministro da Agricultura, Blairo Maggi, em outubro/2018, a ANDEF junto com diversas entidades do agronegócio compartilhou profunda preocupação e oposição às solicitações e discussões, em diversos âmbitos, com vistas a estender o período de semeadura de soja (calendário de plantio).

Um dos fatores que mais impõem desafios à sustentabilidade da cadeia produtiva da soja, principal cultura agrícola do Brasil, é o controle efetivo das pragas (insetos, doenças e plantas daninhas). Esta efetividade de controle está ameaçada por dois fatores: a morosidade na aprovação de novos defensivos agrícolas e a resistência aos produtos utilizados atualmente.

Entre pesquisadores de diversas instituições de pesquisa e renomadas universidades em todo Brasil, é consenso que a longa janela de cultivo agrava o problema com a resistência das pragas aos métodos de controle químico, causando dificuldades técnicas e grande aumento de custo para o controle de diversas pragas, entre elas a ferrugem-asiática, nematoide, percevejo-marrom e mosca-branca.

Sendo assim, as entidades requerem que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, no papel de instância superior do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária, ajuste o marco regulatório da Defesa Sanitária Vegetal, com vistas à implantação de um calendário nacional de plantio da soja.

Assine o manifesto e ajude a manter a sustentabilidade da soja brasileira.
http://euconcordo.com/peticao/2106/sustentabilidadedasoja/

Confira aqui o depoimento do pesquisador Ricardo Balardin a respeito da semeadura de soja em fevereiro.
Confira aqui o depoimento do professor Fernando Juliatti.

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.