Você está aqui: Home / Imprensa / Notícias / Boas práticas agrícolas

Agricultores investem para obter bons resultados no campo.

As contratações registradas por meio do Programa ABC, que utiliza boas práticas agrícolas pelos agricultores brasileiros, foram destaque no período entre julho/2011 e fevereiro/2012, no financiamento rural.

&quote;

O programa, lançado em 2010 pelo governo federal, tem o intuito de incentivar investimentos em iniciativas e tecnologia que contribuam para reduzir  o aquecimento globar e  e a liberação de gás carbônico na atmosfera.

Para isso são concedidos financiamentos para os produtores rurais que apresentarem projetos de investimentos verdes, como por exemplo, de plantio direto, integração lavoura-pecuária-floresta, recuperação de áreas degradadas e tratamento de resíduos.

Produtorese cooperativas podem financiar até no máximo R$ 1 milhão, com taxas de juros de 5,5% ao ano. O prazo para pagamento é de 5 a 15 anos.

Dados divulgados nesta sexta-feira, 16 de março, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), mostram que os agricultores contrataram R$ 501,2 milhões no período, por meio dessa linha de crédito.

O total financiado para custeio, investimento e comercialização no país foi de R$ 70,7 bilhões, sendo que a agricultura empresarial aplicou R$ 61,7 bi, no período.

No período avaliado, também chamou atenção os financiamentos concedidos por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) que totalizaram R$ 5,2 bilhões, distribuídos em R$ 3, 8 bilhões em operações de custeio e R$ 1,4 bilhão em investimento, entre julho/2011 e fevereiro/2012, ante os R$ 3,34 bilhões do mesmo período de 2010/2011, um incremento de 55,6% no volume contratado.

Outros destaques entre os financiamentos de investimento foram as contratações registradas através do Moderagro (R$ 285,9 millhões) e do Moderinfra (R$ 155,8 milhões), ambos com juro de 6,75% ao ano.

O Programa de Sustentação do Investimento (PSI-BK), que contabilizou R$ 4,2 bilhões para a aquisição de máquinas agrícolas e estruturas de armazenagem, a juros de 6,5% ao ano, também foi considerado expressivo.

A avaliação das contratações do crédito agrícola, atualizada mensalmente, é realizada pelo Grupo de Acompanhamento do Crédito Rural, coordenado pela Secretaria de Política Agrícola do Mapa.

“O acesso ao crédito é mais um instrumento para qualificar a produção rural, aumentando a produtividade por meio dos investimentos em tecnologia”, salientou o secretário de Poítica Agrícola, Caio Rocha.

* Com informações do Ministério da Agricultura

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.