Você está aqui: Home / Imprensa / Notícias / Defensivos agrícolas no Brasil

Mercado prevê aumento entre 5 e 8% até o final do ano

Durante a 54ª reunião da Câmara Temática de Insumos Agropecuários, CTIA, o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para a Defesa Agrícola, SINDAG, apresentou a previsão de crescimento de 5 a 8% até o final deste ano. No mercado geral, as vendas de defensivos acumuladas até abril de 2011 apresentaram um crescimento de 5% em comparação com o mesmo período de 2010. O aumento foi impulsionado principalmente pelas culturas de algodão, café, cana de açúcar, feijão e trigo. Em dólar, o mercado apresentou um crescimento de 14%, fechando próximo de U$ 1,3 milhões.


Ao comparar a estimativa do mercado de defensivos de janeiro a abril de 2010 com o mesmo período neste ano, o representante do Sindicato, Amaury Paschoal Sartori, mostrou que os segmentos de herbicida, fungicida, inseticida, acaricida e outros passaram de 378 milhões para 392 milhões, representando um crescimento de 4%.


No acumulado no mesmo período, o Sindag mostrou que os mesmo segmentos tiveram um aumento de R$ 2.154.000,00 para R$ 2.272.00 em 2011, representando um crescimento de 5% no mercado defensivos.


Ainda de acordo com a apresentação de Sartory, o segmento de herbicidas apresentou um crescimento nos mercados de cana, algodão, trigo e citrus. A queda ocorreu nos mercados de milho, soja, arroz e café e HF. No segmento de fungicidas houve um crescimento nos mercados de algodão, feijão e trigo e queda na soja, milho, batata, HF e tomate. No segmento de inseticidas houve crescimento nos mercados de algodão, batata, café, cana, milho, soja e trigo.

Fonte: AP Comunicação

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.