Você está aqui: Home / Imprensa / Notícias / Exemplo de responsabilidade

Cadeia de defensivos agrícolas recicla e gera energia com embalagens vazias

Um exemplo de responsabilidade pós-consumo considerado bem su&quote;cedido no Brasil é o das embalagens de agrotóxico. Com 10 anos de experiência acumulada, desde a regulamentação, em 2002, da Lei Federal  nº  9.974/2000, são recolhidas hoje 94% das embalagens primárias (aquelas que entram em contato direto com o agrotóxico) e 40% das secundárias (caixas de papelão que contêm as embalagens primárias), segundo dados do  Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (InpEV). Como forma de reduzir os custos, desde 2008 foi criada, por 31 fabricantes de agrotóxicos, a Campo Limpo Reciclagem, empresa que reaproveita estas embalagens, fazendo novos recipientes para este mesmo fim.

“Nós vimos que havia oportunidade de capturar valor na cadeia, de forma a ajudar a criar um sistema autossustentado”, relata o presidente do InpEV, João Cesar Rando. Além disso, a fabricação de novas embalagens permite fechar o ciclo de gestão do resíduo dentro da própria indústria.

Até o momento, os investimentos na empresa, localizada em Taubaté (SP), somam R$ 50 milhões, com previsão de atingir R$ 60 milhões até 2013. A capacidade instalada permite a produção anual de 10 mil toneladas de resina pós-consumo, utilizadas, em parte, na fabricação de três milhões de embalagens de 20 litros por ano, vendidas a preço de mercado. Em 2011, a empresa faturou R$ 48 milhões, crescimento de quase 30% sobre os R$ 37 milhões registrados no ano anterior. Para 2012, a expectativa é de que a receita cresça de 10% a 15%.

“Já atingimos a maturidade. Temos um sistema que está apto a receber e tratar 100% das embalagens que forem colocadas no mercado”, afirma Rando. Na responsabilidade compartilhada, a indústria arca com 80% a 85% do custo da logística reversa e o restante é financiado pelos agentes da comercialização.

Os aportes do setor produtivo somam de R$ 55 milhões a R$ 60 milhões ao ano, com a expectativa de redução de custo de 40% a 50% em até cinco anos. Além da reciclagem, está em estudo a destinação dos resíduos não recicláveis para a geração de energia, como forma de reduzir custos.

Fonte: DCI

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.