Você está aqui: Home / Imprensa / Notícias / Culturas com baixo suporte fitossanitário em debate

Evento reúne autoridades em minor crops.

As culturas de suporte fitossanitário insuficiente (CSFI) serão o tema de um encontro nacional em Brasília, nos dias 10 e 11 de novembro. Também conhecidas como minor crops ou ainda como minor uses, são as culturas agrícolas com poucas ou nenhuma opção de produtos agrotóxicos para fazer o manejo agrícola. Ou seja, são culturas para as quais as empresas produtoras de agrotóxicos demonstram pouco interesse em registrar formulações específicas.
 

O objetivo do encontro nacional é trocar experiências e promover a discussão entre os países que lideram essa discussão nos fóruns internacionais sobre alimentos e pesticidas. Entre os temas estão a discussão da regulamentação dos limites de cada cultura e os aspectos de qualidade e segurança dos produtos vegetais considerados minor crops. No Brasil, algumas das culturas que contam com baixa oferta de produtos para o manejo de pragas são abobrinha, berinjela, pimentão, dendê, beterraba, milheto, morango, entre outros.

O problema não é exclusivo do Brasil. Por isso, um dos objetivos do evento também é discutir o aumento da cooperação entre Brasil, Canadá e EUA.

O evento é voltado para empresas do setor de agrotóxicos, associações de produtores agrícolas, pessoas do governo que lidam com o tema e outros interessados no tema.

Como se inscrever

Para fazer a inscrição no evento, é necessário encaminhar um e-mail para heleticia.silva@anvisa.gov.br, até o próximo dia 28 de outubro. No e-mail, devem ser informados os seguintes dados: nome completo; instituição que representa; e-mail e telefone para contato.

A inscrição é gratuita e o número de vagas limitado.

Como é a regulamentação no Brasil para Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente

No Brasil e no mundo, existem culturas que dispõe de número insuficiente de agrotóxicos registrados para o manejo adequado durante o ciclo de produção.   Esse fenômeno é internacionalmente conhecido como “minor crops” ou “minor uses”. O Brasil tem seguido o mesmo caminho técnico e legal adotado em outros países para lidar com o problema. Esse trabalho culminou com a publicação da Instrução Normativa Conjunta (INC) 001/2014, que dispõe sobre Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente (CSFI).

As instituições envolvidas com o registro de agrotóxicos no Brasil, dentro de suas atribuições, definiram critérios para que os registros aprovados para as CSFI fossem de agrotóxicos de melhor perfil eco-toxicológico e, consequentemente, menos sujeitos a barreiras técnicas quando destinados à exportação.

A Anvisa vem dando prioridade para a inclusão de culturas de suporte fitossanitário insuficiente (CSFI). No momento, esta prioridade de análise vem sendo dada para as petições de Pós-Registro, ou seja, produtos formulados registrados que já estão sendo comercializados no mercado. Como resultado dessa priorização foram aprovados pela Anvisa, até a presente data, aproximadamente 870 limites máximo de resíduos (LMR) para diferentes CSFI publicadas nas monografias dos agrotóxicos na página da Agência.

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.