Você está aqui: Home / Imprensa / Notícias / Lançamento do Desafio 2050

Inovação, tecnologia e sustentabilidade foram temas abordados no evento.

Cruzando informações da produção agropecuária brasileira entre 2009 e 2013 chega-se ao número de pouco mais de 10% de crescimento na média da produção brasileira dos principais grãos, cereais, oleaginosas e proteínas animais (somando as três principais carnes e leite) nos últimos quatro anos. Vale lembrar que 2009 é o ano utilizado pela FAO como base para o relatório sobre o desafio do uso de terras e água, documento que estipula em 70% o volume a ser aumentado na produção global de alimentos para alimentar em 2050 um mundo com 9 bilhões de pessoas.

‘O desafio do aumento da produção de alimentos já deixou de ser algo restrito ao mundo rural. Hoje, só conseguiremos atingir as metas estipuladas pela FAO com o engajamento de diversos setores e entidades com grande representação social’, ressalta o diretor executivo da Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef), Eduardo Daher.

Este comprometimento de diversos elos foi o foco do V Fórum Inovação, que aconteceu na última quinta-feira, dia 10 de outubro, no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo (SP). O evento reuniu autoridades e representantes de entidades como a FAO, Andef, Abag, Google, TNC (The Nature Conservancy), Instituto Todos pela Educação e Embrapa. Na ocasião, todos assumiram a sua parte no desafio de combater a fome nos próximos anos e responder à pergunta: ‘Juntos, conseguiremos ampliar a produção e o bom uso de alimentos para alimentar 9 bilhões de pessoas?’.

Números da produção – Apesar de o Brasil ter assumido nos últimos anos a posição de maior potência global na produção de alimentos, o crescimento da produção ainda não atende às expectativas da FAO para que seja possível alimentar 9 bilhões de pessoas em 2050. Um bom exemplo pode ser detectado na produção animal. Enquanto a produção brasileira de carne bovina cresceu 5,43% em volume, o consumo interno teve evolução de 7,27%. A diferença entre produção x consumo só não é maior porque as exportações se mantiveram estáveis.

Na carne suína, nova diferença negativa, com produção subindo 11,28%, consumo interno 14,39% maior no período e exportações no mesmo patamar. A grande disparidade está na avicultura: crescimento de 20,41% no volume de produção da carne de frango, enquanto o consumo interno do produto subiu 24,11% e as exportações 13,22%.

‘Realmente tratam-se de informações preocupantes, ainda mais tendo em vista o grande desafio que temos pela frente de ampliar muito a produção global de alimentos nos próximos anos. Porém, temos boas perspectivas com o emprego de novas técnicas e tecnologias no campo, além do engajamento da sociedade no bom uso de alimentos’, complementa Daher.

Confira abaixo a programação completa:
8h30 – 9h00 Credenciamento / Welcome Coffee
9h00 – 9h10 Abertura / Desafio 2050
9h10 – 9h20 Apresentação: Andef
9h20 – 9h30 Apresentação: Abag
9h35 – 9h55 Palestra: Alan Bojanic, representante da FAO/ONU no Brasil
10h – 10h20 Palestra: Maurício Lopes, presidente da Embrapa
10h20 – 10h35 Homenagem à Revolução Verde
10h35 – 10h55 Palestra: Suelma Rosa, representante da The Nature Conservancy (TNC) no Brasil
11h – 11h20 Palestra: Alejandra Vejasco, representante do movimento Todos Pela Educação
11h25 – 11h45 Palestra: Francisco Gioielli, gerente de vendas do Google Enterprise no Brasil
11h50 – 12h10 Palestra: Humberto Pereira, editor-chefe do programa Globo Rural
12h10 – 12h20 Encerramento / Desafio 2050

Até o início da próxima semana, todas as palestras estarão disponíveis no site: www.forumagriculturaealimentos.org.br

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.