Você está aqui: Home / Sem categoria / O que é feito com as embalagens vazias dos produtos?

O Brasil é, hoje, uma referência em todo o mundo, no trabalho de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O primeiro projeto-piloto do sistema foi implantado em Guariba-SP, em 1993, liderado pela ANDEF e pelo Sindicato Nacional da Indústria de Defesa Vegetal, SINDAG, com entidades parceiras. Até 2001, foram colocadas em operação 45 unidades de recebimento. Esse amplo trabalho culminou com a criação, em 2002, do InpEV, Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias, entidade sem fins lucrativos, ao qual são associadas todas as sócias efetivas da ANDEF. Nos últimos seis anos, foram investidos mais de R$ 270 milhões no sistema. O InpEV já atingiu a marca de cerca de 130 mil toneladas, isto é, 90%, de embalagens processadas, um recorde mundial: na Alemanha, o índice é 65%; França, 50%; no Japão, 50%; e nos Estados Unidos, 20%.

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.