Você está aqui: Home / Imprensa / Notícias / Produtividade brasileira

Graças à tecnologia, cultivo de grãos cresce 24% em dez anos.

&quote;

A produtividade brasileira no cultivo de grãos cresceu 24% nos últimos dez anos, podendo alcançar o recorde de produção de 3,46 toneladas por hectare (t/ha) no ciclo atual. Os números [preliminares] foram divulgados na terça-feira (22) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). No acumulado desde a temporada 2002/03, o ministério também estima um aumento de 46,5% na produção, que deverá saltar de 123,1 milhões de toneladas para 180,4 milhões esperados na safra vigente.

Já a área plantada avançou apenas 15,7%, saindo de 43,9 milhões de hectares para 52 milhões previstos para este ano. De acordo com o Mapa, o aumento dos investimentos e do uso de tecnologia no campo são os principais motivos para o sucesso do agro brasileiro.
“O produtor brasileiro se destaca no cenário mundial pelos investimentos cada vez maiores em aumento produtivo, não de área cultivada. Diversos produtos do agronegócio têm contribuído para esse resultado, como o milho e a soja”, destaca o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho.

Exportações geram riqueza :

Outro estudo, mostra que nos últimos 13 anos, o agro contribuiu fortemente para a geração de divisas para o País. Entre 2000 e 2012, o volume exportado cresceu quase 190% e os preços externos, 118%. O saldo comercial (receitas de exportação menos gastos com importação) mais que quintuplicou, com crescimento de 460,83%. No acumulado, foram gerados líquidos US$ 481 bilhões. Os dados são do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP).

Segundo o documento, elaborado por Geraldo Sant’Ana e Andreia Cristina, respectivamente, coordenador e pesquisadora do Cepea, a receita das exportações do agro alcançou o valor recorde de US$ 97 bilhões em 2012, superando em 1% o total de 2011 – em termos nominais. Os preços médios de exportação em dólar recuaram 2,9% em relação ao ano anterior, mas o volume exportado se expandiu em 8,6%, batendo nova máxima histórica.

A análise do Cepea/Esalq-USP revela que a China consolidou-se como o principal país de destino das exportações do agro brasileiro. Entretanto, em seu conjunto, a Zona do Euro ocupa a primeira posição, tendo respondido por 21% das exportações (em receita) em 2012. EUA, Japão e Rússia também se destacaram como destinos das exportações nacionais no ano passado. Os grupos de produtos mais importantes em 2012, em termos de valor exportado, foram os do complexo da soja, sucroalcooleiro e carnes.

Fonte: Sou Agro

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.