Você está aqui: Home / Imprensa / Notícias / Resultados do médoto AgBalance

Ferramenta exclusiva da BASF auxilia agricultores na gestão sustentável.

&quote;&quote;

Markus Heldt, Presidente Mundial da Divisão de Proteção de Cultivos da BASF e Eduardo Leduc, vice-presidente Sênior da Unidade de Proteção de Cultivos.

 

A BASF apresentou nesta terça-feira, 08 de maio, os primeiros resultados obtidos com a aplicação da ferramenta AgBalance, um método para medir e avaliar a sustentabilidade na agricultura. A metodologia foi aplicada em duas grandes empresas do setor: a SLC Agrícola, produtora de commodities, focada na produção de algodão, soja e milho; e a Guarani, uma das empresas líderes do setor sucroenergético brasileiro em transformação da cana-de-açúcar.

O AgBalance é uma ferramenta desenvolvida pela BASF que representa uma evolução das análises de socioecoeficiência, com ênfase na avaliação da sustentabilidade na agricultura. A metodologia diferencia-se, pois leva em conta de forma conjunta os aspectos ambientais, sociais e econômicos do segmento, além de utilizar esquemas de ponderação que permitem avaliar as práticas de produção ​​de forma ampla em toda a cadeia. Para isso, 69 indicadores, cada um ligado a um dos três pilares da sustentabilidade, são calculados por meio da ponderação de aproximadamente 200 fatores de avaliação. A ferramenta já conta, inclusive, com a validação de três agências mundialmente especializadas: TÜV Süd da Alemanha, a empresa norueguesa “Det Norske Veritas” (DNV) e a National Sanitation Foundation (NSF) nos EUA. No Brasil, a ferramenta é aplicada pela Fundação Espaço ECO (FEE), instituída pela BASF.

Segundo Markus Heldt, Presidente Mundial da Divisão de Proteção de Cultivos da BASF, faz parte da estratégia global da empresa dar ênfase às soluções integradas de aprimoramento para uma agricultura sustentável, especialmente em países estratégicos: “O Brasil chama a atenção de todo o mundo quando o assunto é a produção de alimentos e bioenergia. Porém, para atender a essa demanda é preciso que o agronegócio brasileiro esteja preparado para participar de processos de certificações, atendendo às exigências de boas práticas de gestão cobradas pelos países importadores”, argumenta Heldt.

O objetivo da BASF com a ferramenta é demonstrar aos seus diversos públicos de relacionamento, incluindo agricultores e representantes das cadeias produtivas agropecuárias, a possibilidade de identificação de pontos de melhoria na excelência operacional do agronegócio. “Com a aplicação do AgBalance, podemos medir o progresso da produção agrícola de forma detalhada e precisa. Esperamos, assim, contribuir para que o debate em torno da agricultura sustentável torne-se mais racional e, principalmente, mensurável”, afirma Eduardo Leduc, vice-presidente Sênior da Unidade de Proteção de Cultivos da BASF para América Latina, Fundação Espaço ECO e Sustentabilidade para a América do Sul. “O AgBalanceTM também nos ajudará a nortear o gerenciamento do nosso portifólio em longo prazo e a direcionar os investimentos da empresa em pesquisa e desenvolvimento”, pondera Leduc.

 

Os resultados

Para a SLC Agrícola, o estudo avaliou e comparou a produção de soja, milho e algodão, bem como a cadeia de suprimentos e logística de escoamento em duas unidades da empresa: a fazenda Planalto, localizada na cidade de Costa Rica, no norte de Mato Grosso do Sul, e a fazenda Panorama, localizada no município de Correntina, no oeste Baiano.

O estudo, que comparou dados relativos à safra 2009/10, verificou que a SLC Agrícola já demonstra práticas avançadas de gerenciamento da sustentabilidade em seu processo produtivo. No entanto, em alguns dos indicadores, tipo manejo de solo, emissões de gases e consumo de recursos e rentabilidade, há diferenças significativas entre as duas unidades, sendo que a fazenda Planalto apresenta índices superiores de socioecoeficência. Em outros aspectos analisados, como consumo de água e conservação da biodiversidade, há uma maior paridade no processo de gestão. 

 

Leia mais: www.basf.com.br

 

 

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.