Você está aqui: Home / Imprensa / Notícias / Reunião de Pesquisa de Soja

Encontro, realizado no DF, identificou problemas da cultura nos estados.

Com a presença de cerca de 500 pesquisadores vindos da maioria dos estados brasileiros produtores de soja, a XXXI Reunião de Pesquisa de Soja da Região Central do Brasil terminou nesta quarta-feira, 11. O encontro, apoiado pela Andef – Associação Nacional de Defesa Vegetal, teve como objetivo analisar os avanços e desafios das últimas safras da cultura e promover a discussão sobre os resultados de pesquisas.

Ao longo do evento, os produtores faziam relatos sobre seus estados e, a partir das realidades apresentadas, foram levantadas demandas de pesquisa. No final da reunião, foram definidas as recomendações para o cultivo da soja na próxima safra.

Os relatos apontaram que a ferrugem asiática ainda se apresenta como um grande desafio para a pesquisa. Estados como Mato Grosso, Paraná, Goiás, São Paulo, Minas Gerais e Rondônia – além de parte do Mato Grosso do Sul – relataram severidade e prejuízos devido às ocorrências da doença, o que exigiu maior número de aplicações de fungicidas. Pesquisadores goianos e paranaenses relacionam o problema à falta de respeito e fiscalização do vazio sanitário, além das condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento do fungo.

Os estados apontaram também aumento de ocorrências de Soja Louca II, uma anomalia cuja causa ainda não é conhecida pela pesquisa. Mato Grosso, Pará, Maranhão, Piauí, Tocantins e Roraima abordaram o aumento do problema em suas lavouras. A infestação por nematóides foi também relatada como uma dificuldade em Mato Grosso, Goiás, Bahia, Maranhão e Piauí.

As estratégias de manejo sustentáveis também fizeram parte dos relatos estaduais. A integração lavoura-pecuária-floresta foi apontada como uma alternativa interessante para Tocantins, que verificou maior disseminação do plantio direto, Roraima e Pará. Já o Paraná alerta para a ampliação de problemas com erosão, resultantes da não adoção da prática de rotação de culturas e também da retirada ou do rebaixamento dos terraços.

Produção e produtividade – Entre os maiores produtores de soja, o Paraná comemorou na safra 2009/2010 uma produtividade recorde – média de 3,1 toneladas por hectare. Mato Grosso do Sul registrou pela primeira vez uma produtividade também acima de três toneladas por hectare. Mato Grosso identificou um aumento de área de 9% em relação à safra 2008/2009. Goiás e Bahia também passaram por um aumento na produção do grão.  

A XXXI RPSRCB é realizada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), por intermédio de duas unidades de pesquisa: Embrapa Cerrados (Planaltina-DF) e Embrapa Soja (Londrina-PR).

Mais informações sobre o evento: www.cnpso.embrapa.br/rpsrcb

Lebna Landgraf e Clarissa Lima
Embrapa Soja e Cerrados
Foto: Fabiano Bastos

&quote;
Na Reunião de Pesquisa de Soja, participam cerca de 500 técnicos,
profissionais das indústrias e produtores agrícolas

ANDEF. Avenida Roque Petroni Júnior, 850 . 19º andar . Torre Jaceru . Jardim das Acácias . CEP: 04707-000 . Tel.: 55 (11) 3087-5033 - (Mapa) Desenvolvido por UAU!LINE.